Entenda por que o Palmeiras vê Estevão, de 15 anos, como joia mundial

Com 15 anos completados no fim de abril, Estevão desperta atenção nos bastidores do Palmeiras. Mais uma aposta de uma geração bem avaliada, o garoto tem correspondido o suficiente para criar desde já uma grande expectativa para o futuro da carreira do jovem atacante.

No Verdão desde a temporada passada, Estevão deixou para trás as polêmicas com a antiga direção do Cruzeiro e também o apelido de “Messinho”.
com a camisa palmeirense, ele se apresenta com potencial para ser uma das principais revelações. Dentro do clube, o garoto é considerado um jogador com capacidade para ser futuramente um dos destaques no futebol mundial.
Não foram apenas os primeiros passos no time sub-17 que têm empolgado as pessoas que acompanham o dia a dia palmeirense.

A personalidade do atleta e toda a estrutura preparada dentro e fora do clube potencializam a projeção. O acerto com o Verdão, por exemplo, foi um desejo pessoal mesmo com outras ofertas mais vantajosas.

Embalado por um momento de destaque na formação, o Palmeiras tem dado a oportunidade para talentos pularem etapas nas categorias inferiores. E o que já foi feito e continua sendo feito com Endrick, Luis Guilherme e Gabriel Veron, por exemplo, é aplicado também para Estevão.

A diferença é que o caçula é avaliado como de potencial de evolução técnica maior em relação aos outros palmeirenses.
O clube tem como ideia apresentar aos atletas dificuldades além de suas categorias. Por isso o processo de antecipar as promoções em alguns casos. O objetivo é fortalecer o desenvolvimento e deixar pronto para a dinâmica do profissional o quanto antes.

Ainda sem um registro profissional – a legislação brasileira permite a assinatura do primeiro contrato somente aos 16 anos -, Estevão tem vigente um contrato de formação.

Fora de campo, ele recebe acompanhamento de profissionais relacionados ao desenvolvimento esportivo, como nutricionista e preparação física, além dos serviços já oferecidos pelo clube.
Recentemente, Estevão e seu pai participaram de um almoço em um dos restaurantes do Allianz Parque. Entre os presentes, Andre Cury e Dudu, atacante ídolo do Verdão e que também trabalha com o empresário.

Aos 15 anos, ele já tem contrato de patrocínio com a Nike, fornecedora de material esportivo. A renovação do vínculo foi na semana passada, com valores acima do padrão para atletas da base, mas os números não foram divulgados.

– Sei que ele ainda é novo, mas com todo esse suporte, tenho certeza de que seu potencial será desenvolvido ao máximo para que ele se torne um grande jogador e um ser humano incrível – disse Ivo Gonçalves, pai do jogador.

Integrado ao time sub-17 nesta temporada, Estevão tem números de destaque até o momento. Finalista da Copa do Brasil da categoria, ele soma 11 jogos e 10 gols marcados na categoria. Pelo sub-15, foram seis gols em duas partidas.

Related Articles

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.