Brasil

Brasil (1020)

O presidente Jair Bolsonaro condenou os ataques que mataram mais de 150 pessoas no Sri Lanka neste domingo (21). “Mesmo neste dia sagrado, o extremismo deixa rastros de morte e dor. Em nome dos brasileiros, condeno os ataques que deixaram centenas de vítimas no Sri Lanka, inclusive em igrejas, onde se celebrava a Ressurreição de Cristo. Que Deus possa confortar os que agora sofrem!”, escreveu, em sua conta no Twitter.

O papa Francisco também condenou os atentados, após ler sua mensagem de Páscoa: “Recebi com tristeza e dor a notícia dos graves atentados que, precisamente hoje, no dia da Páscoa, levaram luto e dor a algumas igrejas e outros locais de encontro no Sri Lanka. Desejo manifestar minha afeição e proximidade à comunidade cristã, atingida enquanto estava reunida em oração, e a todas as vítimas dessa violência cruel. Confio ao Senhor os que faleceram tragicamente e rezo pelos feridos e por todos aqueles que sofrem por causa deste acontecimento dramático”.

O ministro das Relações Exteriores, Ernesto Araújo, também se manifestou pelo Twiter sobre os atentados no Sri Lanka. "Neste domingo de Páscoa, no Sri Lanka, mais de 200 cristãos pagaram com a vida pela sua fé no Cristo, e amanhecerão com Ele no paraíso. O martírio faz parte da fé. Mas o mundo precisa levantar-se contra a perseguição e opressão aos cristãos", escreveu Araújo na rede social.

Atentados
Uma série de explosões simultâneas em três igrejas e três hotéis de luxo no Sri Lanka provocou a morte de mais de 150 pessoas. Entre os mortos, há pelo menos 35 estrangeiros, segundo balanços iniciais. Cerca de 500 pessoas ficaram feridas.

Segundo as autoridades do Sri Lanka, os primeiros seis ataques ocorreram por volta das 8h45 (horário local, 2h30 em Brasília). No momento das explosões, os templos católicos estavam celebrando o Domingo da Ressurreição, uma das datas mais importantes do calendário cristão.

A capital, Colombo, foi alvo de pelo menos quatro explosões: em três hotéis de luxo e uma igreja. As outras duas igrejas atingidas ficam em Negombo, no oeste do país (região que abriga uma grande população católica); e em Batticaloa, no leste.

Poucas horas depois das seis explosões simultâneas iniciais, foram registrados mais dois atentados. Uma explosão atingiu um pequeno hotel em Dehiwala, um subúrbio de Colombo. Uma oitava explosão foi registrada em Dematagoda, outro subúrbio da capital, e atingiu uma residência.  

Sete pessoas foram presas por suspeita de participação nos ataques. A rede BBC informou que o governo disse que a maioria das explosões foi provocada por terroristas suicidas.

Nenhum grupo reivindicou a autoria das ações até o momento.

Até semana passada doze lideranças de movimentos de direita haviam se unido para realizar no dia 26 de maio, o maior manifesto já visto em São Paulo a favor da Lava Jato, do pacote anticrime do Moro, da reforma da Previdência e contra o STF. Eu disse “até semana passada” por um motivo: este número aumentou no final de semana. Outras lideranças do país uniram-se a iniciativa.

Os seguidores dos movimentos tem dado retorno positivo, com muito apoio, e pelo que tudo indica a Paulista ficará pequena na capital paulistana.

O feito é inédito: há mais de 30 anos os movimentos de direita não se unem todos numa empreitada só, com um único objetivo.

Segundo os internautas, a adesão na internet é justificada, principalmente, pelos últimos episódios envolvendo o STF, como a censura da Crusoé.

A Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) do BNDES, que investiga as operações praticadas pelo Banco Nacional entre 2003 e 2015, esteve no Rio de Janeiro nessa quarta-feira (17/4) para obter esclarecimentos sobre as normas do banco para concessão de empréstimos internacionais.

Estamos buscando respostas concretas para a sociedade sobre o destino do nosso dinheiro”, afirmou a deputada Paula Belmonte (Cidadania), vice-presidente da comissão.

Participaram do encontro os deputados João Carlos Bacelar (PR-BA), Vanderlei Macris (PSDB-SP), Altineu Côrtes (PR-RJ), Coronel Chrisóstomo (PSL-RO), Glauber Braga (Psol-RJ), Hercílio Coelho Diniz (MDB-MG) e Jorge Braz (PRB-RJ).

Com informações de Agência Câmara

Nesta quarta-feira (17/4), o deputado Paulo Eduardo Martins (PSC-PR), relator da medida que busca coibir fraudes no sistema previdenciário, anunciou que apresentará o parecer dele no início de maio, em Brasília. Ele propôs duas audiências públicas para ouvir trabalhadores e representantes do governo sobre a proposta.

A medida cria o Programa Especial para Análise de Benefícios com Indícios de Irregularidade e o Programa de Revisão de Benefícios por incapacidade, sem perícia médica há mais de seis meses e sem data de encerramento estipulada ou indicação de reabilitação profissional.

A nossa ideia é buscar ouvir os dois lados, a MP é bastante polêmica, muito técnica, mexe com muita coisa. Então, a gente vai fazer duas audiências públicas, ouvindo o pessoal do lado dos trabalhadores, as entidades sindicais, enfim, também vamos ouvir numa outra audiência pública os representantes do INSS, do Ministério da Economia”, explicou.

As pessoas estão o tempo inteiro com má intenção, o tempo inteiro tentando burlar as regras, criam mecanismos, são criativas nisso, e o INSS identificou formas, viu que há adequações legais a serem feitas pra coibir isso, e propôs a medida provisória através da Casa Civil do governo Jair Bolsonaro.“, completou.

A comissão mista que analisa a matéria marcou a primeira audiência pública para o dia 25 e a segunda para o dia 30. A previsão é que o relatório final seja apresentado em 7 de maio, véspera da votação da proposta.

Com informações de Agência Câmara

Projeto de lei de 2019 que determina o pagamento automático de indenização aos consumidores por atraso de voos, sem que esses precisem entrar na Justiça, está na Comissão de Constituição, Justiça e Cidadania (CCJ), em Brasília.

Conforme o texto apresentado pelo senador Reguffe (sem partido-DF), a proposta tem o objetivo de facilitar a vida do cidadão e desburocratizar essa situação. O projeto determina indenização automática de 20% do preço da passagem para atrasos superiores a 4 horas, 50% para atrasos superiores a 8 horas e 100% para atrasos superiores a 12 horas.

Art. 230. Em caso de atraso da partida por mais de 4 (quatro) horas, o transportador providenciará o embarque do passageiro em voo que ofereça serviço equivalente para o mesmo destino, se houver, ou restituirá, de imediato, se o passageiro o preferir, o valor do bilhete de passagem.“, consta no texto.

Com informações de Agência Senado

Nesta terça-feira (23/4), a Comissão de Assuntos Econômicos (CAE) debaterá a reforma da Previdência dos militares em audiência pública interativa. O projeto encaminhado pelo Poder Executivo é analisado pela Câmara dos Deputados.

A audiência foi solicitada pelos senadores Major Olimpio (PSL-SP) e Rogério Carvalho (PT-SE). A reforma previdenciária dos militares abrangerá os efetivos do Exército, da Marinha, da Aeronáutica, além de bombeiros e policiais militares.

A comissão é presidida pelo senador senador Omar Aziz (PSD-AM) e o vice-presidente, senador Plínio Valério (PSDB-AM).

Convidados:

  • Diretor de Assuntos Legislativos da Federação Nacional de Entidades de Oficiais Militares Estaduais (Feneme), Elias Miler da Silva;
  • Diretor-executivo da Instituição Fiscal Independente (IFI), Felipe Salto;
  • Presidente da Associação Paulista do Ministério Público (APMP), Paulo Penteado Teixeira Júnior.

Com informações de Agência Senado

 

Nesta quarta-feira (24/4), em Brasília, as Comissões de Assuntos Econômicos (CAE) e Assunto Sociais (CAS), se reúnem para discutir um projeto que propõe medidas para prevenção do uso indevido de drogas e estabelece normas para repressão à produção não autorizada e ao tráfico ilícito de drogas.

A proposta apresentada em 2010, na Câmara, é do deputado fora de exercício e atual ministro da Cidadania, Osmar Terra. Conforme o texto, o projeto de lei tem por objetivo oferecer medidas para melhorar a estrutura do atendimento aos usuários ou dependentes de drogas e suas famílias.

O relator nas duas comissões, senador Styvenson Valentim (PODE-RN), prevê a possibilidade de internação compulsória de usuários de drogas e a ampliação da pena para traficantes.  O projeto foi desarquivado este ano a pedido do senador Lasier Martins (Pode-RS) e já foi aprovado nas Comissões de Constituição, Justiça e Cidadania (CCJ) de Educação (CE), com alterações.

A CCJ autorizou a importação de derivados e produtos à base de cannabis (nome científico da planta da maconha) para uso terapêutico e a criação de um limite mínimo de porte de drogas para diferenciar usuário comum de traficante.

Depois de passar pela CAE e CAS, a proposta segue para análise da Comissão de Direitos Humanos e Legislação Participativa (CDH).

Na Venezuela, nesta segunda-feira (15/4), o senador Telmário Mota (PROS-RR) participou de uma audiência com o ditador Nicolás Maduro, que tem oprimido a população venezuelana que sofre com fome, desemprego e falta de acesso a produtos básicos, inclusive a alimentos.

Segundo o senador, o objetivo foi restabelecer as relações diplomáticas e reabrir a fronteira com o Brasil.

Como senador, tenho a obrigação de obedecer fielmente aos interesses dos meus eleitores e os princípios de nossa Constituição, que nos obriga a buscar o diálogo, a cooperação e a paz. Por isso, peço, humildemente, ajuda para tentarmos reabrir a fronteira e normalizarmos as relações diplomáticas”, afirmou.

Nesta quinta-feira (18/4), o presidente da República, Jair Bolsonaro, informou na conta dele no Twitter que, ao contrário do que prega a esquerda, um levantamento baseado em dados oficiais dos estados, apontou queda de 25% dos assassinatos no Brasil nos primeiros dois meses de 2019 em relação ao ano passado.

O deputado Marco Feliciano (PODE-SP) protocolou o pedido de impeachment contra o vice-presidente da República, Mourão, nesta quarta-feira (17/4), em Brasília. Segundo Feliciano, nunca na história deste país um vice-presidente agiu de forma tão indecorosa e indelicada nos primeiros 100 dias de governo.

Feliciano disse que o impeachment de Mourão não enfraquece o governo, pois o mesmo está caracterizado na pessoa do presidente da República, Jair Bolsonaro.

Segue o vídeo publicado pelo deputado na conta dele no Twitter

Tela Noticia acima de tudo, representa jornalismo com seriedade em busca da verdade por trás dos fatos!

Lives Facebook

GALERIA FATO VERDADE