Esportes

Esportes (285)

O Fluminense chegou muito perto do alívio completo no Campeonato Brasileiro, mas deixou escapar a vitória sobre o Avaí aos 46 minutos do segundo tempo. O tricolor vencia o time catarinense por 1 a 0, com um gol de Marcos Paulo ainda na primeira etapa, mas recuou no fim da partida e acabou sofrendo o empate com João Paulo cobrando pênalti.

Com o resultado, o Fluminense chegou aos 42 pontos e ainda não garantiu matematicamente a permanência na série A do Brasileirão. O Cruzeiro, primeiro time na zona do rebaixamento, tem três jogos pela frente e pode passar o tricolor. A Raposa entra em campo nesta segunda-feira (02), contra o Vasco, em São Januário, às 20h. Uma vitória cruz-maltina garante o Flu na primeira divisão.

Restou aos tricolores torcerem para o rival na última partida da 36ª rodada. O Fluminense não fez o seu papel em Florianópolis. Depois de duas vitórias consecutivas, saiu na frente contra o lanterna da competição e dominava as ações. A partir da metade do segundo tempo, recuou, pareceu cansado, e deu chances ao Avaí. O pênalti do empate foi cometido por Nino em cima de Jonathan e precisou ser cobrado duas vezes. Na primeira, defesa de Marcos Felipe. O goleiro estava adiantado e o VAR mandou voltar. Na segunda, João Paulo não desperdiçou.

O técnico Marcão comentou a frustração após o empate fora de casa.

“A gente queria tá jogando mais em cima, com mais volume de jogo. Nossa equipe parou de tocar a bola. Obviamente é desgastante essa pressão toda que vem acontecendo, de resultados, de cobranças. Foi a terceira partida em uma semana. A gente fez algumas mudanças para ver se continuava marcando em cima, trazendo nossa equipe para cima e fazer o nosso jogo de posse de bola e controle, ditando o ritmo do jogo. A partir do momento que a gente não conseguiu controlar, o jogo ficou muito igual, muito aberto. O Fluminense poderia ter feito o segundo, mas fomos penalizados com o empate do Avaí”.

O Fluminense entra em campo na próxima quarta (04) contra o Fortaleza, às 21h30min, no Maracanã. Dependendo do resultado da partida entre Vasco e Cruzeiro, o tricolor pode jogar tranquilo, pensando em uma vaga para a Sul-Americana, ou pressionado, ainda fugindo do rebaixamento.

FONTE: AGÊNCIA BRASIL

O Vasco nem precisou entrar em campo neste fim de semana para a torcida comemorar. A adesão em massa ao programa de sócio-torcedor e a renovação de contrato de Talles Magno foram suficientes para o vascaíno se encher de orgulho e ter esperança de momentos melhores a partir de 2020.

Logo no início da manhã desta segunda-feira (02), o clube já havia ultrapassado a marca de 126 mil sócios, tomando a segunda colocação do Internacional no ranking de sócios do Brasil. A expectativa é de um aumento significativo de associados, já que o desconto de 50% para novos sócios permanece até a última rodada do Campeonato Brasileiro. Lembrando que antes da promoção, o Vasco contava com cerca de 33 mil sócios.

De acordo com o presidente Alexandre Campello, a nova receita será utilizada para o pagamento dos salários de funcionários e jogadores.

O clube já planeja o ano de 2020 e uma das prioridades era a renovação de contrato de Talles Magno. O atacante de 17 anos foi a revelação do Vasco no Campeonato Brasileiro e a torcida cruz-maltina temia perdê-lo para equipes europeias por um valor muito baixo. O contrato anterior de Talles tinha fim em 2021. O novo vínculo vai até dezembro de 2022, com aumento salarial e uma nova multa estimada em cerca de R$ 200 milhões para quem quiser contratar o jogador antes do fim do novo acordo.

Talles não escondeu a alegria com a renovação do contrato.

“Feliz demais por esse momento, o mais importante na minha vida. Felicidade enorme pelo carinho que estou recebendo dos torcedores. Que eles possam pedir mais contratos, que possam continuar me apoiando porque dentro de campo vou dar o meu melhor por eles, pela minha família e pelos meus companheiros”.

Talles Magno ainda se recupera de uma lesão no bíceps femural da coxa direita e não vai atuar mais em 2019. O atacante terá que acompanhar de fora a partida da noite desta segunda-feira (2), contra o desesperado Cruzeiro, em São Januário, a partir das 20h. Uma vitória deixa o time cruz-maltino muito perto de garantir uma vaga na Sul-Americana de 2020. O técnico Vanderlei Luxemburgo não vai poder contar com Raul, suspenso, e Marcos Júnior, poupado. Por outro lado, Rossi retorna à equipe. O Vasco deve entrar em campo com Fernando Miguel, Pikachu, Oswaldo Henríquez, Leandro Castán e Henrique; Richard, Fellipe Bastos (Felipe Ferreira) e Guarín. Bruno César (Ribamar), Rossi e Marrony.

FONTE: AGÊNCIA BRASIL

O Tribunal de Justiça do Estado do Rio de Janeiro condenou Rogério Silva Guinard, integrante da torcida organizada Jovem Fla, a 19 anos de reclusão em regime fechado pela morte do torcedor do Botafogo, Diego Silva dos Santos, da torcida Fúria Jovem, durante conflito entre torcidas em fevereiro de 2017, no bairro do Engenho de Dentro, na zona norte do Rio, onde fica o estádio do Botafogo.

Durante a briga, Diego foi perfurado por Rogério com um espeto de churrasco. Guinard também foi condenado a outros sete anos e seis meses de reclusão por associação criminosa.

O júri teve início na tarde de terça-feira (26) e a sentença foi anunciada pela juíza Elizabeth Louro, presidente do 2º Tribunal do Júri da Capital, nesta quarta-feira (27).

Associação criminosa

Outro acusado de participar do conflito, Herbert Vinicius Sabino de Paula, foi absolvido do crime de homicídio, mas foi condenado por associação criminosa. Segundo a Justiça estadual, como Herbert já cumpriu três anos em prisão provisória, o restante da pena será em regime aberto.

Um terceiro acusado de participar do crime, também integrante da torcida Jovem Fla, Vitor Portêncio da Silva, que também seria julgado na terça-feira (26), teve o júri adiado porque os advogados não compareceram. Ele agora terá sua defesa sob a responsabilidade da Defensoria Pública enquanto aguarda a marcação de nova data para o julgamento.

No dia 12 de fevereiro de 2017, durante o confronto entre flamenguistas e botafoguenses, Diego Silva dos Santos caiu no chão, foi atingido por chutes, socos, golpes de porrete e perfurado várias vezes. Ele chegou a ser socorrido por torcedores do Botafogo, mas morreu no Hospital Salgado Filho.

“Para além das deletérias consequências de crimes que tais para a sociedade em geral, releva notar o perigo presumido que comportamentos desta natureza representam para o Estado Democrático de Direito, a julgar pelo discurso fascista dos integrantes destes grupos, indicando que o principal móvel de suas condutas é a destruição pura e simples do outro, entendido este como aquele que não professe suas crenças ou não partilhe de seus gostos e escolhas”, disse a magistrada durante a leitura da sentença.

FONTE: AGÊNCIA BRASIL

Quem não conhece a história de Jó? Assim como a dele, existem várias outras em que a paciência é o sentimento mais apropriado a ser cultivado em busca do melhor resultado. As conquistas do Flamengo no último fim de semana comprovam que o imediatismo não pode se transformar em irresponsabilidade. E que para tudo existe um tempo certo. Como os frutos, pacientemente esperados pelo agricultor, que sabe colher na hora certa.

Este ano, o Flamengo gastou em contratações pouco mais de R$ 200 milhões. E estima-se que vá faturar mais de R$ 1 bilhão, o primeiro clube do país a atingir esse patamar. Só no fim de semana passado, com as premiações asseguradas da Copa Libertadores e do Brasileirão, entraram no cofre mais de R$ 70 milhões. A questão é que, para que isso acontecesse, foram necessários seis anos de investimentos, paciência, responsabilidade e coragem. Enfim, persistência.

Lembro que, no passado, usávamos aqui no Brasil as experiências europeias para criticarmos as constantes mudanças de treinadores. Sempre se falava da necessidade de se investir em trabalhos de longo prazo para que o resultado viesse. Exemplos? O inglês Alex Ferguson, que, no comando do Manchester United, esperou três anos até ganhar seu primeiro grande título. O francês Arsène Wenger, que ficou dois anos até levantar um troféu no Arsenal. Entre tantos outros.

Por que, então, quando Eduardo Bandeira de Mello decidiu que por seis anos a prioridade seria ajustar as contas, as críticas vieram? Houve exagero na troca de treinadores, mas nenhum desvio na rota do ajuste fiscal. O resultado começou a surgir nas contratações de jogadores como o peruano Guerrero e os meias Everton Ribeiro e Diego. Esse ano vieram Bruno Henrique, Gabigol, Arrascaeta, Gérson, Rafinha e Filipe Luís, todos frutos colhidos da antiga plantação.

No tempo certo. Pra que pressa, se a vitória pode vir aos 46 minutos do segundo tempo?

FONTE: AGÊNCIA BRASIL

Milhares de pessoas assistem hoje (23) à partida final da Taça Libertadores entre Flamengo e River Plate no Estádio do Maracanã, no Rio de Janeiro. O jogo acontece em Lima, capital peruana localizada a 3.700 quilômetros da capital fluminense, mas os torcedores que não conseguiram viajar poderão assistir à transmissão da partida no Maracanã através de telões instalados no estádio.

A expectativa é que a chamada Final Fun Fest reúna 50 mil torcedores. Os portões abriram às 14h e muitos torcedores já estavam no entorno do estádio mesmo antes da abertura. Por volta desse horário, havia enormes filas para comprar ingressos nas bilheterias do local.

Na rua Luiz Gama, onde os flamenguistas tradicionalmente se reúnem antes dos jogos do rubro-negro, o clima era de festa, como se o jogo fosse no próprio Maracanã. “É um amor pelo clube. Não tiver condições de ir para o Peru. Estar aqui no Maracanã é uma forma de estar próximo da torcida e mandar uma energia positiva pro time”, disse João Ricardo, de 34 anos.

Para o guardador de carros flamenguista Jeferson Rangel, que trabalha no entorno do estádio há 26 anos, só o Flamengo é capaz de fazer uma festa em um estádio onde não acontecerá o jogo. “O pessoal tá vindo aqui só pra ver o jogo num telão. E olha só como está”, disse, enquanto apontava para um grupo de 20 pessoas que cantava e dançava na calçada.

O secretário Allef Senna, de 25 anos, aposta num placar de 3 a 0 para o clube carioca. “Sou fanático desde pequenininho. Meu filho e o Flamengo estão lado a lado como minhas paixões”, afirmou o torcedor.

A Polícia Militar e a Guarda Municipal do Rio de Janeiro montaram esquemas especiais de segurança para o jogo. O objetivo é garantir a segurança de torcedores, moradores e turistas que estarão mobilizados para assistir à transmissão da partida.

Policiais militares usarão 1.300 homens e diversos pontos de aglomeração de torcedores. Já a Guarda Municipal terá 265 agentes, dos quais 170 estarão no entorno do Maracanã.

Antes do jogo, artistas como Ludmilla, DJ Marlboro, Buchecha, Ivo Meirelles e MC Poze agitaram torcida.

 Torcedores do Flamengo se reunem para assistir ao jogo da final da Libertadores da América, nos arredores do Maracanã.

Brasília

O mesmo evento ocorre também em Brasília, no estádio Mané Garrincha. Na capital federal são esperadas cerca de 50 mil pessoas. O local teve shows do sambista Diogo Nogueira, DJ's e o grupo Se Joga.

A pulicitária Ana Paula Marins, estava ansiosa pela vitória do Flamengo. "Eu acho que de 2 x 0 com gols de Arrascaeta e Gabi Gol. To confiante, acho que a gente vai sair com o título. É muito mais legal ver com a galera, sentir o calor humano. É mais legal que ver em casa. Depois do jogo , amanhã é comemorar o título do brasileiro. Aí, é festa a semana inteira", afirmou.

"A expectativa é a melhor, de ser campeão da Libertadores e depois ir rumo ao bi do mundial contra o Liverpool. Trouxe meu Gabi Gol aqui, meu filho, com cabelo descolorido. Gostamos de vir ao estádio com a família, nunca tive problema, os jogos são bem tranquilos. Tocedor desde sempre. Meu avó foi enterrado com a bandeira do Flamengo em cima do caixão e a a família tem seguido essa tradição de torcer pelo Flamengo", disse o servidor público Rafael Martins Vieira.

João Cândido de Arruda Falcão, servidor público, apostou em um placar "fácil". "Três a zero. Eu assisti o primeiro título, tinha seis anos e já estava comemorando, agora vou assistir ao segundo. A vida de Flamenguista é sempre perfeita. Nenhum time no Brasil proporciona tanta alegria e tata união quanto o Flamengo", disse o torcedor.

 Torcedores do Flamengo se reunem para assistir ao jogo da final da Libertadores da América, nos arredores do Maracanã.

*Colaborou, em Brasília, Pedro Ivo de Oliveira

FONTE: AGÊNCIA BRASIL

A final da 12ª edição da Copa Quadrangular acontece às 15h deste sábado (16/11), no Estádio Fernando Ferreira Lopes, numa partida entre as igrejas do Evangelho Quadrangular do Parque Satélite e Lírio do Vale (sede). O campeonato iniciou no dia 13 de julho e reuniu equipes de 16 igrejas, envolvendo cerca de 500 atletas. A ação conta com apoio da Prefeitura de Camaçari, por meio da Secretaria de Esporte, Lazer e Juventude (Sejuv), de representantes da iniciativa privada e do mandato do Vereador Pastor Neilton.

Mesmo sendo realizado pela Igreja do Evangelho Quadrangular (IEQ), o evento esportivo também estava aberto às igrejas de outras denominações. Das 16 participantes, sete são procedentes da Quadrangular do Parque Satélite, Ponto Certo, Gravatá, Piaçaveira, Jardim Limoeiro, Verdes Horizontes e da sede regional, que fica no bairro Camaçari de Dentro. Times das igrejas Lírios do Vale do Phoc I e dos Verdes Horizontes, da Batista Betel, Batista Visão Profética, na Gleba C, Catedral Vale da Benção, Presbiteriana do Brasil, Primeira Igreja Batista (PIB) Litoral Norte, além da PIB e Assembleia de Deus, ambas de Dias d’Ávila.

Os quatro primeiros lugares da competição recebem premiação em espécie, que juntos somam um investimento de R$ 4.500. A terceira e quarta posição na Copa Quadrangular já foram definidas, ficando para a IEQ Gravatá e PIB de Dias d’Ávila, respectivamente.

Além da Copa Quadrangular, outras atividades esportivas movimentam do fim de semana em Camaçari. Confira a agenda de eventos que contam com apoio da Prefeitura de Camaçari:

Sábado (16/11)

Campeonato de Futebol de Arembepe

Horário: a partir das 13h45

Local: Campo de Arembepe

Campeonato Amador de Futebol do Jardim Limoeiro

Horário: a partir das 14h

Local: Campo do Jardim Limoeiro

Copa Quadrangular – Final

Horário: a partir das 15h

Local: Estádio Fernando Ferreira Lopes

 

Domingo (17/11)

Torneio de Futebol Feminino

Horário: a partir das 8h

Local: Barra do Pojuca

4ª Copa Ludeso

Horário: a partir das 8h

Local: Campo do Burissatuba

Campeonato de Futebol de Parafuso 2019

Horário: a partir das 8h30

Local: Parafuso

Campeonato de Veteranos da Santa Maria

Horário: a partir das 8h30

Local: Campo da Santa Maria

28° Campeonato de Futebol de Monte Gordo

Horário: a partir das 8h30

Local: Campo da Subestação – Monte Gordo

IV Campeonato de Futebol da Cetrel

Horário: a partir das 8h30

Local: Campo da Cetrel

O Flamengo venceu o Bahia por 3 a 1, neste domingo (10), no Maracanã, pela 32° rodada do Campeonato Brasileiro.

No primeiro tempo o volante Willian Arão, aos 38 minutos, marcou contra para o Bahia. No segundo, veio a virada do Flamengo. Aos 8 minutos, Reinier empatou. Bruno Henrique, aos 26, colocou os cariocas na frente. E Gabigol, aos 42, fechou o placar.

Com este resultado a equipe rubro-negra amplia a vantagem de 8, do início da rodada, para 10, em relação ao Palmeiras, vice-líder do Brasileirão. 

Mesmo com o empate, o tricolor baiano se manteve na nona posição, com 43 pontos conquistados. 

O Flamengo volta a campo nesta quarta-feira (13), contra o Vasco, no Maracanã. O jogo será válido pela 34° rodada, que foi antecipada em função da final da Copa Libertadores da América. 

O clássico inicialmente estava marcado para o dia 23, justamente a data da decisão da competição internacional.

Já o Bahia volta a campo no próximo domingo (17), no Estádio Fonte Nova, em Salvador-BA.

FONTE: AGÊNCIA BRASIL

O empate diante da Chapecoense foi mais um balde de água fria para os tricolores, que se vêem cada vez mais distantes da briga por uma vaga na Libertadores. O Bahia está há cinco rodadas sem vencer no Brasileirão e tenta se reestruturar para continuar sonhando. Também são cinco jogos sem vencer em casa – três derrotas e dois empates.

A pergunta que fica é: o que aconteceu com aquela equipe competitiva que fazia frente a qualquer adversário e brigava firme na parte de cima da tabela?O Tricolor volta a campo no domingo, quando enfrenta o Flamengo, às 18h (horário de Brasília), no Maracanã.

Peso da Libertadores

O primeiro problema identificado pelo técnico Roger Machado, e que foi ratificado pela diretoria do clube, foi a ansiedade por entrar no G-6 e se manter no grupo que briga por uma vaga na Libertadores. A equipe sentiu o peso da responsabilidade e começou a cometer erros que não cometera ao longo da competição.

Os erros acabaram punindo o Bahia com derrotas, e esses resultados negativos, sobretudo dentro de casa, levaram a confiança do elenco. O nervosismo era visível entre os atletas no empate com a Chapecoense, em que o time catarinense fez o gol cedo e obrigou os donos da casa a correr atrás do prejuízo.

Queda de rendimento dos atletas

A falta de confiança acaba influenciando no rendimento de algumas peças, fator já identificado por Roger, que colocou Gilberto no banco para a entrada de Fernandão. Artilheiro tricolor na temporada, com 26 gols, o atacante acumula um jejum de nove jogos sem marcar.

Mas não é apenas Gilberto que apresentou um declínio técnico. Outros atletas, como Nino e Gregore, erraram bastante na partida contra a Chape. O técnico tricolor deixou claro que pode fazer alterações na equipe.

Falta de variação na forma de jogar

Uma dessas mudanças pode ser na maneira de jogar. O Bahia se adaptou muito bem ao 4-3-3 de Roger, com um tripé forte de meio-campo e muita velocidade nas saídas para os contra-ataques. O problema é que os adversários já entenderam a forma como o Tricolor joga e encontraram o antídoto.

Defesa em queda

O sistema defensivo sempre foi um dos pontos forte da equipe de Roger Machado, tanto que o Bahia não sofreu gols em 14 das 31 rodadas, a melhor marca do Brasileirão, ao lado de Corinthians, Palmeiras, São Paulo e Santos. No entanto, essa realidade mudou, e o Tricolor foi vazado nos últimos cinco jogos.

A bola aérea também tem sido um problema. O Bahia levou gols de bola parada nos jogos contra Athletico-PR, Ceará (dois) e Chapecoense.

Sequência de jogos

O elenco tricolor também sentiu o desgaste pela sequência de jogos no meio e final de semana, já que Roger não conta com um elenco tão numeroso. Ele precisou utilizar atletas que não vinham entrando com frequência, o que acaba mexendo com o entrosamento e a estrutura da equipe.

FONTE: GLOBO ESPORTE

 

O técnico Tite convocará nesta sexta-feira, às 11h, a Seleção Brasileira para os dois últimos amistosos do ano. O Brasil enfrenta a Argentina, na Arábia Saudita, no dia 15 de novembro, e a Coréia do Sul, em Abu Dhabi, no dia 19.

Nos dois próximos compromissos, a equipe brasileira buscará a primeira vitória pós-Copa América. Desde o título sobre o Peru, no Maracanã, foram três empates e uma derrota.

A partida contra a Argentina, em Riade, capital saudita, marcará o reencontro dos rivais desde a partida polêmica pela semifinal do torneio continental, disputada no Mineirão. Na ocasião, o Brasil venceu por 2 a 0.

A lista para a próxima Data Fifa deve excluir jogadores do time brasileiro que avançar à final da Copa Libertadores. Flamengo e Grêmio disputam, nesta quarta-feira, uma vaga na final única da competição, que acontece em Santiago, no Chile, no dia 23 de Novembro.

SELEÇÃO OLÍMPICA ANUNCIADA POR JARDINE

No mesmo dia, André Jardine divulgará a lista de convocados da Seleção olímpica para a disputa do Torneio de Tenerife. A competição em solo espanhol contará ainda com Argentina, Chile e Estados Unidos, e será realizada na Data FIFA de novembro.

FONTE: GALÁTICOS ONLINE

O Bahia perdeu para o Ceará nesta segunda-feira (21), em Pituaçu. Artur marcou para o Esquadrão e Luiz Otávio fez dois gols para o Vozão. O placar cravou em 2 a 1 a favor do time visitante. O duelo nordestino aconteceu pela 27ª rodada do Campeonato Brasileiro. 

Enquanto o Tricolor busca voltar ao G6, o Ceará luta para não ser rebaixado. No próximo sábado (26), o Bahia enfrentará o Internacional, às 19h, na Arena Fonte Nova.

 

 

FONTE: BNEWS

Tela Noticia acima de tudo, representa jornalismo com seriedade em busca da verdade por trás dos fatos!

Lives Facebook

GALERIA FATO VERDADE