×

Atenção

JUser: :_load: Não foi possível carregar usuário com ID: 1917

Esportes

Esportes (241)

O segundo jogo do técnico Roger Machado à frente do Bahia foi tão emocionante quanto o primeiro. Mais uma vez, o tricolor fez um gol nos acréscimos. Neste domingo (14), Rogério empatou o jogo de ida da final do estadual contra o Bahia de Feira aos 52 minutos do segundo tempo. Na estreia, terça-feira (9), o gol de Elton no triunfo de 1x0 sobre o CRB saiu aos 53.

"Tem que ter coração forte para trabalhar no Bahia. Ao mesmo tempo, a gente sabe que o torcedor acredita até o final", comentou o treinador após a partida no Joia da Princesa, em Feira de Santana.

Com o empate de 1x1, o Esquadrão precisa vencer o jogo de volta na Fonte Nova, no próximo domingo (21). Nova igualdade definirá o campeão em disputa de pênaltis.

“De um modo geral, conseguir um empate fora sempre é bom. Mas eu considero que foram tempos distintos. No primeiro tempo nós erramos mais do que o normal. (...) Já na segunda etapa, com as modificações, com as entradas do Gilberto, do Shaylon e do Rogério, fizemos o nosso gol”, analisou Roger.

Antes da final contra o Bahia de Feira, o tricolor entrará em campo pela quarta fase da Copa do Brasil, quinta (18), às 20h, contra o Londrina, na Fonte Nova.

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva cuidou pessoalmente para que o repasse ilegal do ditador líbio Muammar Kadafi à sua campanha, em 2002, não fosse descoberto. A revista Crusoé teve acesso a detalhes do que o ex-ministro Antonio Palocci revelou sobre a remessa de 1 milhão de dólares do ditador da Líbia para Lula e o Partido dos Trabalhadores (PT). Lula pediu 15 milhões de reais à empreiteira Odebrecht para “calar” o marqueteiro Duda Mendonça, que ameaçava “entregar tudo” durante o processo do mensalão, segundo informações de O Antagonista. O ex-ministro Palocci entregou à Justiça 18 tipos diferentes de documento para corroborar sua delação premiada, conforme noticiado.
O Campeonato Brasileiro de 2018 ainda não terminou, mas a competição do próximo ano já está em pauta. A transmissão das partidas na televisão passa por um impasse, já que Bahia, Atlético-PR e Palmeiras ainda não fecharam contratos com a Globo para a exibição das suas partidas em 2019. A emissora e os clubes já trabalham com a possibilidade do Brasileirão ficar desfalcado e não ter os 380 jogos transmitidos. As informações são do Estadão. A dificuldade envolve os contratos de exibição das partidas entre 2019 e 2024, na TV aberta e nos canais pay-per-view (PPV). Já com a TV fechada, os clubes puderam assinar acordos separados com a própria Globo, para transmissão no SporTV ou Esporte Interativo. Recentemente o EI anunciou o encerramento de suas operações no Brasil. No cenário atual, 108 dos 380 jogos da Série A de 2019 não poderão ser transmitidos no PPV ou na TV aberta. Isso porque a Lei Pelé determina que os direitos de transmissão pertencem às duas equipes envolvidas nas partidas. Bahia, Atlético-PR e Palmeiras estão na lista de clubes que haviam assinado contrato com o Esporte Interativo para a TV fechada. Os três clubes não aceitaram a proposta da Globo para a TV aberta e para o PPV por discordarem de uma redução que varia de 5% a 20% no valor. A cota foi diminuída pela emissora com base em um cálculo que indicou que os jogos dos clubes que assinaram com outra empresa poderiam interferir na audiência. Para o presidente do Bahia, Guilherme Bellitani, o clube terá que conviver com a queda e fazer um planejamento para sanar isso. "Em 2018 vamos ter um faturamento perto de R$ 128 milhões. No ano que vem, sem a Globo, deve cair para R$ 95 milhões". O mandatário tricolor afirmou que as conversas ainda estão em andamento, mas não é possível saber se o acordo será fechado. "Se tiver mesmo de acontecer de ficar sem jogos na televisão, vejo como um processo natural", disse ao Estadão.
Ainda não foi dessa vez que o Bahia conseguiu o seu primeiro triunfo como visitante nesta edição do Campeonato Brasileiro. Na tarde deste domingo (19), no Mineirão, o Tricolor abriu vantagem sobre o Cruzeiro com Douglas Grolli, mas Thiago Neves empatou a partida e o placar foi encerrado no 1 a 1.
O técnico Paulo Cézar Carpergiani, do Vitória, ficou preocupado com o desempenho de sua equipe no revés por 3 a 0 para o Palmeiras, neste domingo (19), no Barradão. Para ele, faltou ambição e garra. “Esperava de minha equipe muito mais, mas sou obrigado a reconhecer que a falta de tempo também contribuiu, mas principalmente a falta de ambição, falta de garra, de disposição. Temos que agregar tudo isso. Temos que tirar esse time, ter algo mais. Tem muita gente no departamento médico, e o pior é que não vão voltar. Vai demorar um pouco de tempo. Estamos encontrando dificuldade, mas vamos tratar de superar. Vitória é muito grande. Também estou preocupado”, afirmou. Carpegiani ainda afirmou que os jogadores ainda não assimilaram aquilo que foi pedido nos treinos. “Não gosto de falar muito em nomes, individualmente. Mas começou o jogo e não era aquilo que treinei. Por isso que libero o treinamento para vocês. Desde o princípio já estava frouxo no meio. Segundo tempo melhorou um pouco. Um paradoxo. Por incrível que pareça, tivemos 58% de posse de bola, mas não criamos. O que me preocupa é essa inconstância, essa falta de entrega, de maturidade, que me passou essa equipe. Isso que me preocupa muito mais do que a parte como time, como equipe”, completou. Com o resultado, o rubro-negro baiano terminou a 19ª rodada no Z-4. A equipe tem 19 pontos e aparece na 17ª posição. O próximo compromisso do Vitória é contra o Flamengo, quinta-feira (23), às 19h30, no Maracanã.
A possível ida de Zé Rafael para o Palmeiras pegou os torcedores do Bahia de surpresa na quinta-feira (9). Informações da imprensa paulista davam conta de um acerto entre o Verdão e o Tricolor pelo meia. Porém, em entrevista ao programa de rádio oficial do clube, nesta sexta (10), o presidente Guilherme Bellintani se pronunciou e desmentiu a notícia. "Zé Rafael não está vendido para nenhum clube. Desde que cheguei aqui existem propostas pelo Zé Rafael. Mas, nenhuma proposta sequer chegou aos 4 milhões de euros que pedimos. Não existe nenhuma negociação em andamento, não temos nenhuma proposta fechada que nos agrade", disse. O dirigente confirmou, porém, que o atleta recebeu uma proposta e gostou. "Para o jogador já chegaram propostas bastante interessantes. Mas, não chegou para o clube. Enquanto não chegar proposta boa para o clube, não vamos vender". O mandatário ainda garantiu que o jogador não sairá do Esquadrão nesse ano. "Nós conversamos com o Zé e falamos que não abriríamos mão dele na temporada 2018. Independente da proposta que chegasse, ele não sairia daqui em 2018", completou. Apesar da negativa de Bellintani, o Palmeiras segue com a preferência de compra de Zé Rafael por 4 milhões de euros. Em caso de qualquer proposta superior, o time paulista também tem a preferência para cobrir o valor e ter o meia a partir de janeiro.
O Bahia empatou em 1 a 1 com o Cerro na noite desta quarta-feira (8), em Montevidéu, e garantiu classificação para as oitavas de final da Copa Sul-Americana. Após o jogo, o meia Zé Rafael, que marcou o gol tricolor, celebrou e decretou que o tento deu tranquilidade para equipe, que já tinha uma boa vantagem. "No aquecimento tinha visto que tava complicado para os goleiros, que a bola ganhava velocidade. Na hora que clareou, fui feliz no chute, desviou, matou o goleiro deles e deu tranquilidade para a gente no jogo", disse, em entrevista. Na próxima fase, o Tricolor enfrenta o Botafogo ou Nacional do Paraguai. Para Zé, qualquer um dos dois será um adversário complicado. "Não tem muito o que falar. Vamos esperar, nos preparar muito e vai ser um adversário difícil, independente do que passar. Temos que nos preparar para fazer dois grandes jogos", completou. Garantido na próxima fase internacional, o Bahia segue a maratona de agosto no próximo sábado (11), contra o América-MG, em Salvador, pelo Campeonato Brasileiro.
As vésperas do início da temporada do futebol europeu, os campeonatos Francês e Italiano correm o risco de sumir da televisão brasileira. Até agora, nenhuma emissora do país comprou os direitos de transmissão dos torneios que começam em agosto. Nem a ida de Cristiano Ronaldo para a Juventus, da Itália, e a permanência de Neymar no Paris Saint-Germain, que terá ainda o campeão do mundo Mbappé, fizeram com que as televisões topassem pagar os valores cobrados pelas empresas donas dos direitos. O PSG estreia em casa na temporada 2018/19, contra o Caen, no dia 12 de agosto, um domingo. Na Itália, a Juventus começa sua campanha atrás de mais um título em Verona, contra o Chievo, no dia 18 de agosto. O clube de Turim é o atual heptacampeão italiano. "Existe uma insegurança do mercado em geral diante de valores inflados [de venda dos direitos]", diz Danyel Braga, diretor de Novos Negócios da CSM Golden Goal, empresa de gestão esportiva que faz parte do grupo Chime, um dos cinco maiores no setor. De acordo com o executivo, fatores como a crise financeira no país e o fato de este ser um ano de Copa do Mundo dificultam ainda mais grandes investimentos. As ligas da Itália e da França não vendem diretamente os direitos de transmissão para as emissoras brasileiras. O Campeonato Italiano foi repassado para a IMG, uma das gigantes do setor esportivo, que negocia diretamente com as redes brasileiras. Já o Francês é vendido pela agência beIN, grupo do Qatar que comprou os direitos. "Por mais que a conjuntura seja difícil, o mais provável é que ainda ocorra nestes campeonatos importantes um acerto positivo entre os dois lados [empresas e televisões]", afirma Braga, que avalia que os preços de venda dos campeonatos terão que ser recalculados. O Italiano é transmitido no Brasil desde a década de 1980. Antes da TV a cabo, foi exibido em emissoras abertas como Band e Globo. O Francês passou a ser exibido de forma mais sistemática a partir de 2004. Primeiro, na BandSports. ARDÁPIO DE FUTEBOL ESTRANGEIRO ESTÁ MENOR Torneios transmitidos no brasil Liga dos Campeões Facebook e Esporte Interativo (ainda não divulgado oficialmente) Campeonato Inglês ESPN Campeonato Espanhol ESPN e Fox Sports Campeonato Alemão Fox Sports Libertadores Fox Sports e SporTV Sul-Americana Fox Sports e SporTV Amistosos da seleção SporTV Campeonato Argentino Fox Sports MLS (Estados Unidos) ESPN e SporTV Copa da Alemanha ESPN Copa da França Fox Sports Copa da Liga Inglesa ESPN Torneios com transmissão ainda não confirmada Italiano, Francês, Liga Europa, Copa da Inglaterra, Copa do Rei (Espanha), Copa da Itália e Copa Sul-Americana (2019) Além dos dois torneios nacionais sem transmissão confirmada, a Liga Europa, segunda competição mais importante da Uefa (entidade que comanda o futebol na Europa), também não tem previsão de ser transmitida no Brasil. Nenhuma emissora fechou o contrato para exibir o torneio de clubes, que já está em disputa. A fase de grupos começará em setembro. A Copa do Rei, na Espanha, que começa no dia 5 de setembro, e a Copa da Inglaterra, que estreia no dia 10 de agosto, também não tiveram os direitos comprados por nenhuma emissora brasileira. No Brasil, SporTV, Bandsports, Fox Sports, Esporte Interativo e ESPN disputam o mercado de televisão fechada. Procuradas, as emissoras de televisão informaram que não comentam negociações em andamento. O Grupo Globo, dono da SporTV, vai priorizar os campeonatos disputados no Brasil, além da seleção brasileira, que disputará amistosos em 2018 e a Copa América em 2019, no próprio Brasil.
DEU TRICOLOR... GAÚCHO! O Grêmio venceu o São Paulo de virada na noite desta quinta-feira, na Arena, em Porto Alegre, por 2 a 1. Além de atingir a quarta posição no Campeonato Brasileiro, o Tricolor gaúcho impediu o paulista, que vinha de cinco jogos sem derrota, com quatro vitórias seguidas, de assumir a liderança da competição – o Flamengo continua na frente. VEJA OS GOLS Logo aos 3 minutos do primeiro tempo, Diego Souza abriu o placar para o time visitante, mas Everton virou o placar aos 47 da etapa inicial e aos 15 da final para os donos da casa. GOL NÃO FALTA Grêmio e São Paulo não ficam no 0 a 0 desde julho de 1997, há 21 anos, quando empataram sem gols no Olímpico, pelo Brasileirão. ACIDENTE Minutos antes de a bola rolar na Arena, durante a execução do Hino Nacional, um torcedor que estava sentado em um dos gradis de proteção das arquibancadas se desequilibrou e caiu no fosso. Com um corte na cabeça, o gremista, não identificado, recebeu atendimento no estádio antes de ser levado a um hospital da capital gaúcha. PRIMEIRO TEMPO Em ritmo alucinante, Grêmio e São Paulo proporcionaram ótima etapa inicial. Os paulistas saíram na frente com Diego Souza. Arboleda aproveitou falha de Geromel e deu assistência para o atacante logo no início. Os gaúchos, então, passaram a dominar as ações em busca do empate e superaram os 70% de posse de bola. Principal arma de velocidade, Everton criou boas chances até marcar em bonita jogada individual com chute cruzado, aos 47. Dois minutos antes, Nenê parou em Kannemann: o zagueiro salvou o que seria o segundo gol são-paulino. SEGUNDO TEMPO Como na etapa inicial, a primeira chance de perigo foi do São Paulo, logo no primeiro minuto, mas Marcelo Grohe parou Diego Souza. Aos 15, após falha de Militão, Everton virou o placar para o Grêmio - aliás, o atacante foi o diferencial da partida, partindo para cima da zaga adversária. Apesar de ações mais equilibradas, o time de casa terminou com 65% de posse de bola. Diego Aguirre tentou mudar o panorama com Lucas Fernandes e Gonzalo Carneiro, mas não criou mais perigo ao time de Renato Gaúcho, que manteve a vantagem. NO CARTOLA Os artilheiros do jogo foram os maiores pontuadores do fantasy: Everton, disparado o melhor, fez 15.70 pontos, enquanto Diego Souza marcou 8.80. Os piores foram Sidão (-1), Ramiro (-1.30) e Leonardo (-2). NA ARENA Público pagante: 19.865 Público total: 21.829 Renda: R$ 695.732,00 PRÓXIMOS JOGOS Pela 16ª rodada do Brasileirão, no domingo, o São Paulo visita o Cruzeiro, às 16h (de Brasília), no Mineirão. Às 19h, o Grêmio enfrenta a Chapecoense, também fora de casa, na Arena Condá. TRÊS SUSPENSOS PARA CADA LADO O Grêmio perdeu Kannemann, Cícero e Ramiro por cartões amarelos. No São Paulo, Militão, Arboleda e Hudson também não jogam no domingo.
Tite e a CBF formalizaram nesta tarde acordo para que o técnico permaneça por mais quatro anos e meio no comando da seleção brasileira. O prazo vai até o fim da Copa do Mundo do Catar, que será disputada entre novembro e dezembro de 2022. Edu Gaspar também teve seu vínculo renovado pelo mesmo período e segue como coordenador de seleções. - Entendo que a CBF nos deu as condições para construir um ambiente de união e de profissionalismo extremo e assim continuaremos. É um grande desafio e estamos felizes em enfrentá-lo, já com o foco voltado aos próximos jogos e competições – disse Tite, que soma 26 partidas à frente da seleção brasileira, sendo 20 vitórias, 4 empates e 2 derrotas. A intenção da CBF de renovar com Tite foi manifestada pela primeira vez antes da Copa da Rússia, quando o treinador se recusou a negociar e pensar em qualquer outra coisa além da preparação da equipe para o torneio. O diretor-executivo Rogério Caboclo reiterou o convite logo depois da eliminação para a Bélgica, nas quartas de final, ainda em Kazan. - A CBF está investindo em um projeto de longo prazo ao garantir à comissão técnica seis anos e meio à frente da Seleção. Acreditamos que planejamento cuidadoso e execução criteriosa conduzirão o futebol brasileiro aos resultados que esperamos - disse Rogério Caboclo.Já no Brasil, Tite teve 10 dias de descanso, reflexões e conversas com a família. No Rio de Janeiro, encontrou-se com dirigentes, entre eles o coordenador Edu Gaspar, para acertar a continuidade no cargo. Primeiro, teve reuniões sobre conceitos, uma parte mais técnica a ser aplicada nos próximos anos. A prioridade inicial é a Copa América, que será disputada no Brasil, em 2019. - A equipe teve as condições necessárias para uma preparação de primeira linha em todos os momentos. A CBF não poupou esforços em nos atender e isso criou um ambiente de apoio e de respeito que nos dá tranquilidade para a continuidade do trabalho - explicou Edu Gaspar. Em seguida, o empresário do técnico, Gilmar Veloz, assumiu as rédeas da elaboração dos contratos. O primeiro desafio de Tite nesse novo ciclo será no dia 7 de setembro, contra os Estados Unidos, em Nova Jersey. A CBF ainda não confirmou, mas outro amistoso deverá ser realizado no dia 11, diante da seleção de El Salvador, em Washington.

Tela Noticia acima de tudo, representa jornalismo com seriedade em busca da verdade por trás dos fatos!

Lives Facebook

GALERIA FATO VERDADE