Falsos aplicativo que tiveram 335 milhões de downloads são removidos do Google Play Featured

02 Out 2019
17 times

O especialista em segurança Lukas Stefanko da Eset realizou um levantamento de todos os aplicativos de Android com funções ocultas, maliciosas ou indesejadas que foram encontrados por especialistas em segurança e denunciados ao Google no mês de setembro.

Stefanko separou os aplicativos por categoria. Os 48 aplicativos da categoria adware foram baixados 300 milhões de vezes, ficando com folga no topo da lista. Esses são aplicativos que violam as políticas do Google pela exibição de anúncios de maneira incômoda ou realizam algum tipo de fraude publicitária.

Não é incomum que aplicativos desse tipo consigam muitos downloads, mas a remoção dos programas da desenvolvedora chinesa iHandy foi a principal responsável pelos números desta categoria.

O "golpe de assinatura" foi a segunda categoria mais comum, alcançando a marca de 20 milhões de downloads com 15 apps. Aplicativos desse tipo fornecem funções muito básicas a preços exorbitantes, exigindo uma assinatura que será cobrada alguns dias após a instalação.

Se o usuário não cancelar o serviço logo, ele terá de pagar uma conta de centenas de dólares por uma função simples que pode ser obtida por valores muito menores ou até de graça em outros aplicativos.

Categorizados como "aplicativos falsos", o comportamento desses programas era modificado após a aprovação deles nas lojas com a ativação de funções de apostas e jogos de azar que não existiam durante o período em que o app foi revisado para ser cadastrado na loja.

Confira a lista completa:

  1. Adware: 46 apps, 300,6 milhões de downloads
    O que é: Exibem anúncios de maneira indevida ou realizam fraude publicitária, "clicando" em anúncios que o usuário nunca viu.
  2. Golpe de assinatura: 15 apps, 20 milhões de downloads
    O que é: Esses aplicativos cobram valores exorbitantes de centenas de dólares por funções simples que outros aplicativos oferecem até de graça.
  3. Anúncios ocultos: 57 apps, 14,55 milhões de downloads
    O que é: Esses aplicativos se escondem no aparelho para não serem desinstalados e exibem anúncios em tela inteira.
  4. SMS Premium: 24 apps, 472 mil instalações
    O que é: Esses aplicativos assinam serviços de SMS em nome da vítima de maneira indevida ou sem autorização. O valor da assinatura é cobrado na conta de telefone e o criminoso fatura com uma comissão por ter "indicado" o consumidor para o serviço.
  5. App oculto: 7 apps, 310 mil instalações
    O que é: A fraude de app oculto consiste em instalar outro aplicativo no telefone sem autorização do usuário.
  6. Ladrão de senhas bancárias: 1 app, 10 mil downloads
    O que é: Esses aplicativos exibem telas falsas para roubar senhas bancárias.
  7. Stalkware (software espião): 1 app, 10 mil downloads
    O que é: Um programa que espiona o comportamento da vítima, podendo enviar dados do telefone como contatos, localização ou páginas visitadas.
  8. Antivírus falso: 1 app, 10 mil downloads
    O que é: Um antivírus falso mente que o celular está contaminado por vírus que na verdade não existem. O objetivo é fazer a vítima pagar para resolver um problema inventado.
  9. Ladrão de cartão de crédito: 2 apps, 200 downloads
    O que é: Esses aplicativos utilizam técnicas para que a vítima preencha os dados do cartão de crédito em telas falsas ou monitoradas pelo aplicativo, permitindo a clonagem do cartão.
  10. Aplicativo falso de criptomoeda: 1 app, 100 downloads
    O que é: Prometendo gerenciar a carteira virtual das vítimas, esses apps roubam as criptomoedas ou as credenciais da vítima para acessar sua conta em alguma criptocorretora (Exchange).
  11. Aplicativo falso: 15 apps, 100 downloads
    O que é: Aplicativos que mudam de comportamento após instalados.
Rate this item
(0 votes)

Leave a comment

Make sure you enter the (*) required information where indicated. HTML code is not allowed.

Tela Noticia acima de tudo, representa jornalismo com seriedade em busca da verdade por trás dos fatos!

Lives Facebook

GALERIA FATO VERDADE