Representantes do governo Maduro perdem status diplomático no Brasil Featured

07 Set 2020
32 times

O Ministério das Relações Exteriores informou em nota à imprensa na última sexta-feira, 4, que os representantes do governo da Venezuela passam a ser considerados “personae non grata”. O termo em latim significa que o corpo diplomático ligado ao governo Maduro não é mais bem-vindo em solo brasileiro.

Tecnicamente, os diplomatas venezuelanos não estão expulso do país. Desde maio, os funcionários da ditadura venezuelana não podem ser forçados a sair do Brasil, por decisão do ministro do Supremo Tribunal Federal Luiz Roberto Barroso. O ministro acatou pedido do deputado Paulo Pimenta (PT) para que eles possam permanecer no país durante a pandemia. Todavia, com o anúncio do Itamaraty, se optarem por permanecer no Brasil, os funcionários do governo Maduro perderão os privilégios e imunidades correspondentes à função em território brasileiro.

Relações cortadas com o governo Maduro

O governo brasileiro não reconhece Maduro — o herdeiro político de Hugo Chaves — como legítimo representante do povo venezuelano. Maduro é acusado de perseguir, mandar prender e matar opositores, além de fraude na últimas eleições eleitorais. Junto com outros 11 países que integram o Grupo de Lima, reunião de chanceleres criada para abordar a crise política venezuelana, o Brasil reconhece Juan Guaidó como presidente interino da Venezuela, que tenta se firmar no poder desde 2019.

FONTE: REVISTA OESTE

 
Rate this item
(0 votes)

1 comment

Leave a comment

Make sure you enter the (*) required information where indicated. HTML code is not allowed.

Tela Noticia acima de tudo, representa jornalismo com seriedade em busca da verdade por trás dos fatos!

Lives Facebook

GALERIA FATO VERDADE