Juiz ordena a Trump que pague US$ 10 mil por dia até cooperar com investigação civil em suas empresas

juiz-ordena-a-trump-que-pague-us$-10-mil-por-dia-ate-cooperar-com-investigacao civil-em-suas-empresas
Uma investigação criminal separada também foi aberta sobre possível fraude no grupo Trump

Uma investigação criminal separada também foi aberta sobre possível fraude no grupo Trump
Octavio Jones/Reuters – 26.02.2022

Um juiz de Nova York ordenou, nesta segunda-feira (25), que o ex-presidente dos Estados Unidos Donald Trump pague 10 mil dólares diários até que concorde em entregar documentos contábeis e fiscais como parte de uma investigação civil em suas empresas.

“Esta é uma grande vitória, um tribunal decidiu a nosso favor para condenar Donald Trump por obstrução”, escreveu no Twitter a procuradora-geral do estado de Nova York, a democrata Letitia James.

O ex-presidente “deverá pagar 10 mil dólares por dia enquanto continuar desafiando a ordem judicial de entregar documentos ao meu escritório”, disse James, que investiga há anos uma possível fraude nas práticas fiscais da Trump Organization.

Em 17 de fevereiro, a procuradora conseguiu que um juiz de Nova York ordenasse que o magnata republicano e seus filhos Donald Jr. e Ivanka testemunhassem sob juramento no âmbito dessa investigação, uma decisão da qual os Trump apelaram.

O tribunal também solicitou antes de 31 de março uma série de documentos contábeis e fiscais sobre a Trump Organization.

Diante da falta de resposta, James voltou a se apresentar à Suprema Corte do estado de Nova York para pedir que Trump fosse declarado responsável por “obstrução por sua recusa em cumprir uma ordem judicial”.

A Procuradoria-Geral de Nova York suspeita que a Trump Organization tenha inflado de forma “fraudulenta” o valor de seus imóveis ao solicitar empréstimos bancários e o subestimado às autoridades para pagar menos impostos.

A advogada de Trump, Alina Habba, disse que vai recorrer da decisão desta segunda-feira.

“Todos os documentos que respondem à intimação foram apresentados à Procuradoria-Geral meses atrás. Isso nem chega perto de cumprir o padrão de uma moção de desacato”, disse em nota.

Trump e sua família tentaram várias vezes encerrar a investigação de James.

Além dessa investigação, que ocorre na esfera civil, uma investigação criminal separada foi aberta em Manhattan sobre possível fraude financeira dentro do grupo Trump.

 

Related Articles

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.