Tela Noticias

Estiagem seca córregos e nascentes no interior de SP

estiagem-seca-corregos-e-nascentes-no-interior-de-sp


Seca deste ano pegou todo mundo de surpresa e o sentimento é de tristeza. Estiagem seca córregos e nascentes no interior de SP
Reprodução/TV TEM
A paisagem mudou bastante no sítio que fica no município de Ibirá (SP). A estiagem dos córregos e represas tem preocupado a zona rural.
Nascida e criada no sítio, a dona Leonice sabe bem como a chuva é necessária não só para o bem das culturas, mas também para a própria natureza. O problema é que a estiagem deste ano pegou todo mundo de surpresa e o sentimento é de tristeza.
A falta de chuva secou uma nascente de água. Era uma mina farta e agora só sobrou o caminho por onde a água passava, não dá mais para caminhar e molhar os pés.
Em Guapiaçu (SP), a nascente de água que abastece uma chácara também está secando. Com isso, a represa já ficou comprometida e o nível está baixando muito rápido. Para não deixar secar, o dono está colocando água do poço artesiano na represa.
(Vídeo: veja a reportagem exibida no programa em 13/06/2021)
Estiagem seca córregos e nascentes no interior de SP
Para um professor da escola superior de agricultura, o interior de São Paulo já vinha sofrendo com chuvas cada vez mais escassas no ano passado e a seca deste ano só agravou a situação. Agora, está entrando no período mais seco do ano, que é o inverno. A expectativa é de que a chuva possa voltar só a partir de setembro.
José também está esperando pela chuva. Ele tem um sítio em São João das Duas Pontes (SP), onde planta banana, abóbora, tangerina, limão e maçã. Essa seca pede irrigação, mas o problema é que também está falando água na propriedade.
O córrego que passa pelo sítio praticamente secou. A esperança é de que a chuva traga alívio para o local.
Acesse + TV TEM | Programação | Vídeos | Redes sociais
Confira as últimas notícias do Nosso Campo
VÍDEOS: veja as reportagens do programa

Related Articles

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *